Twitter lança ação para promover a importância da educação midiática

Twitter quer capacitar usuários para analisar criticamente os conteúdos que veem

Twitter quer capacitar usuários para analisar criticamente os conteúdos que veem
Freepik

O Twitter ativou permanentemente, nesta terça-feira (28), o emoji que aparece com as hashtags #PenseAntesDeClicar e #PenseAntesDeCompartilhar. A ação foi pensada para a Semana de Educação Midiática e Informacional, organizada pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura)

Desde meados de 2018, a rede social e a UNESCO trabalham juntos para promover debates sobre a alfabetização midiática e informacional.

Segundo o gerente de Políticas Públicas do Twitter no Brasil, Fernando Gallo, a empresa defende o livre fluxo de informações e o direito de as pessoas se expressarem online, compromissos complementares que se cruzam ao discutir alfabetização midiática e informacional.

“Entendemos a nossa responsabilidade na busca por uma maior compreensão sobre a necessidade de expansão da educação midiática, e queremos capacitar as pessoas que usam nosso serviço, para que possam analisar criticamente os conteúdos que veem”, afirmou.

O Twitter já elaborou dois guias em parceria com a UNESCO e a Organização dos Estados Americanos: “Ensinar e Aprender com o Twitter“, voltado para educadores, e “Alfabetização e Segurança Digital“, que aborda não só a alfabetização digital como a segurança na rede social.

Novas configurações

O Twitter lançou recentemente novas configurações para promover o debate e combater a desinformação. Agora os usuários podem escolhaer quem pode responder às conversas que iniciarem na plataforma, por exemplo. Além disso, antes de tuitar, é possível selecionar se todos podem responder ao tuíte (configuração padrão) ou se apenas pessoas que segue ou, então somente pessoas que são mencionadas na publicação.

A empresa também começou a alertar usuários sobre a importância de ler notícias além dos títulos. Cada vez que um usuário retuitar um conteúdo noticioso, a plataforma pode avisar que “não é possível reconhecer a história toda só pelo título”. A iniciativa tem como objetivo incentivar as pessoas a lerem conteúdos antes de os compartilharem.

“As pesquisas realizadas com dados iniciais destes testes fora do Brasil mostram que 40% das pessoas abrem as reportagens depois de ver o aviso. Isso mostra que essas iniciativas tendem a ser muito importantes para a melhoria da saúde e qualidade da conversa”, completa Gallo.

A rede social também tem colocado avisos em tuítes que precisam de mais contexto . Em vez de simplesmente tirar do ar postagens comprovadamente falsas, o serviço passou a colocar um aviso e dar mais contexto ao assunto com informações curados e confirmados. Pesquisas realizadas com dados iniciais destes testes fora do Brasil mostram que 40% das pessoas abrem as reportagens depois de ver o aviso.

*Estagiária do R7 sob supervisão de Pablo Marques

O Conteúdo de Notícias do Publicar Artigo é tirado de sites de notícias da internet.

Alguns conteúdos são patrocinados e pagos por empresas que nos procuram para melhorar suas vendas e acessos.

Fale conosco.

Cresta Help Chat
Send via WhatsApp